fevereiro 05, 2014

Seção Eu já escrevi: 30/12/201 2 DeSesPeRanÇa…


"As circunstâncias que 
levam ao findar dos sonhos
 não está na desesperança,
 está no excesso de ilusões!
Logo, o primeiro nada mais é
um subproduto do segundo."

  Partir sem olhar para trás nunca foi um fardo para mim. Deixar aquele lugar, que um dia chamei de lar, não era um desejo particular, foram as somas de eventos sucessivos que me empurraram para tão decisão. O pouco que me importava, família e amigos, poderia ser carregado comigo, quer seja em minhas lembranças ou em meu coração.
  Já fazem quatro meses que aportei nesta cidade chamada Florianópolis, trouxe comigo todas as ilusões que cabiam em meus bolsos, dia após dia, uma a uma foram sendo desmitificadas. Porém, "sentir" o novo tem sido um privilégio, do qual creio não abdicar jamais.
  Falando em novo, minha prima Emily chega ainda hoje nesta cidade, traz consigo um pouco do que deixei para trás, o sentir-se uma família, não que o Dani não tenho sido minha família todo esse tempo. 
   O importante é que não deixei todas essas ilusões rompidas transformarem-se em desesperança. O ano desconhecido que se aproxima, anuncia sempre a promessa do novo. Que ele venha e faça parte de mim!

Nenhum comentário: